Por Linhas Tortas

O mundo sob os olhos de uma pessoa comum

Praias sujas

with 6 comments

Admito não sou um grande frequentador de praias, mas adoro a paisagem e sinto falta de olhar a praia quando estou em São Paulo. Mas ainda assim é triste ver sujeira para todo lado quando passo por lá ou nas raras vezes que resolvo ir a praia mesmo.

Mas ainda pior que isso é a as pessoas falando coisas sem pensar só para aparecer na televisão.
Ontem eu vi uma reportagem na tv Gazeta que mostrava a sujeira das praias de Maceió, o início foi normal, falava do alto índices de coliformes de algumas praias, em especial da Avenida (que faz tempo não é própria para banho), mas depois começou a entrevistar turistas falando mal das praias.

Nesse ponto meu espírito “opa da minha cidade pessoas de fora não falam mal” bateu ereclamei do suposto absurdo das pessoas reclamando, falando na cara dura, que Maceió tem as praias mais sujas que já viram, pessoas falando que sempre passam as festas de fim de ano em uma cidade diferente do Nordeste e odiaram Maceió por causa da sujeira.

Eu fiquei me perguntando a base que eles tinham para afirmar isso. E após festividades a praia realmente fica suja, mas Maceió não é das piores, eu fiquei tentando lembrar de minhas viagens e, para mim, há sim lugares que eram menos conservados. Mas contive meus pensamentos por não ter base real de contra-argumentação e achei que poderia ser só defesa por orgulho da cidade que eu tanto aprecio.

Mas hoje olhando no G1 me deparei com essa notícia: Banhistas transformam praias brasileiras em montanhas de lixo.

Basicamente a notícia fala das praias mais sujas do brasil.
Eis o top 5:
1º) Salvador – 7,5 toneladas
2º) Fortaleza, Praia do Futuro – cerca de 6 toneladas (quase 5 toneladas de cascas de coco apenas)
3º) Guaruja – 5 toneladas
4º) Recife, Boa Viagem – cerca de 2 toneladas
5º) Natal, Redinha – cerca de 1 tonelada

Então, a parte a tristeza de saber que tais praias estão tão mal cuidadas (culpa das pessoas, muitos dos quais turistas e barracas), eis a satisfação de saber que Maceió não figulra na lista. A reportagem ainda chama a atenção para Copacabana no Rio de Janeiro com 875 kg de lixo e Florianópolis com 125 kg de lixo e o título da praia mais limpa dentre as testadas.

Bom saber que Maceió realmente não está num estado crítico, como os turistas supracitados disseram, embora ainda haja muito o que melhorar. Mas que venham mais turistas e lembrando para sempre jogarem lixo no lixo assim conservando a bela paisagem que Maceió oferece.

Written by Silvano

11/01/2010 às 12:05 am

Publicado em Meio Ambiente, Sociedade

Tagged with , , ,

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Maceió não tá na lista porque não mediram. Não é que mediram as piores Escolheram alguns lugares e aí mediram para comparar.
    Passou no Fantástico.
    Sim, eu vi o fantástico ontem!

    Manoel Galdino

    11/01/2010 at 12:38 am

  2. Ah a reportagem não deixou claro que não mediram.
    Falha minha.

    Silvano

    11/01/2010 at 3:21 pm

  3. Você está louco ?

    É a cidade mais suja que já vi na vida. As pessoas não tem noção básica de higiene. Me admira que as pessoas daqui comam coisas na beira da praia, onde a imundície impera.

    Tratamento de esgoto não existe nesta cidade. A água encanada ninguém se arrisca a tomar. Lixo é encontrado em todas as ruas. Cheiro de esgoto a céu aberto você encontra em qualquer lugar. Há baratas em toda a cidade. Quando falei no meu prédio que ia pagar 75 reais (uma mixaria) para tirar baratas, me peguntaram para que.

    Por favor, aceite as críticas como verdadeiras e comece a pensar em como melhorar. Sim, os turistas tem razão, é muita sujeira. Eu comecei a perceber porque as pessoas gostam de Porto Alegre, uma cidade que não tem nenhuma atração turística ou ambiental como os afortunados estados nordestinos tem.

    Eu não vou sair de Maceió sem mudar o que vejo aqui. Prepare-se para o site que eu e minha esposa vamos montar com fotos pavorosas de Maceió. Só mostrando a podridão as pessoas passarão a se perguntar o que estão fazendo com este lugar lindo que os senhores VIVIAM. Não é somente um problema de governos, é também um poblema da falta de urbanidade e civilidade da população de Maceió, e dos que se aproveitam da cidade para ganhar dinheiro sem dar nada em troca.

    A minha tristeza ao constatar estes problemas é verdadeira, e nunca imaginei que poderia ser como é, nem em meus pesadelos.

    Henrique Marks

    24/01/2010 at 11:21 am

  4. Ironicamente, o lixo que se vê , nas areias de certas praias , é deixado ali por todos, inclusive pelo turista que depois reclama.
    a falta de educaçao e civilidade nao é prerrogativa somente do maceioense.
    Se cada um deixasse a preguiça de lado e levantasse para jogar nas lixeiras tudo o que consumisse, sem esperar que os outros fizessem isso por ele, ninguém encontraria praia suja e todos saíriam ganhando.
    O problema é que os primeiros a reclamar e fazer exigências, geralmente sao também os últimos a dar o bom exemplo.
    Eu, religiosamente, cada vez que vou à praia, levo um saco onde deposito tudo para depois, na volta para casa, enfiá-lo na lixeira. Já é automático, e tão essencial quanto levar o protetor solar.
    Simples assim. Se quero tudo limpo e asseado a meu redor, nao fico esperando nem por administração pública, nem por quem me vendeu a água de coco, o coquetel e o camarão para que venham limpar o que eu e centenas de outras pessoas sujamos.

    Cazzi Miei

    18/06/2010 at 7:21 pm

  5. quqe pouca vergonha esas pssoas que jogam lixo nas ruas praias amares e etc que chato vc não acha
    ?

    jessica

    31/07/2010 at 1:41 pm

  6. Moro em Maceió há pouco mais de 3 meses (sou de Curiiba) e com frequencia vejo garrafinhas de água e papéis de bala sendo atirados pela janela dos carros. A areia da praia no domingo então, é praticamente uma grande “lixeira”. Uma cidade abençoada por um mar tão verdinho, uma areia branquinha, calor, sol, ceú azul… eu não consigo entender o que leva um ser humano a jogar tanta coisa na rua sem o menor constrangimento… toda a vez que vejo estas cenas tenho vontade de ir atrás da pessoa, de falar sobre o quanto isso deixa a cidade feia, etc… mas tenho muito medo de ser incompreendida, de ser taxada de “turista” chata, até pelo meu sotaque… qualquer pessoa desse país, por menos instruída que seja, sabe que não se deve jogar lixo no chão, então o que falta pra esta realidade mudar? Campanhas? Multas? Consciência? Quantas coisas guardo no carro ou na bolsa ou mesmo fico segurando na mão até achar uma lixeira… quantos fazem isso? Porque TODOS não passam a fazer isso… afinal a rua é de TODOS, a rua não é a lixeira particular de cada um… Maceió é linda, abençoada pela natureza… o que falta é respeito tanto de turistas quanto de moradores!

    Gedson

    17/10/2011 at 10:12 pm


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: