Por Linhas Tortas

O mundo sob os olhos de uma pessoa comum

Turma da Mônica Jovem

with one comment

Para quem ainda não sabe a turminha cresceu. Estilizada, adolescente e modernizada, Mônica e cia foram recriados por Maurício de Souza em uma nova série de histórias.

Para quem se chocou, calma, as histórias deles crianças contiuarão a ser publicadas normalmente, em paralalo vem essa nova série, um tanto ousada e diferente, na minha opinião (o que não significa necessariamente ruim).

Antes de começar a falar da minha opinião sobre a HQ (história em quadrinhos) nº 1 vou traçar um paralelo entre os principais nas duas séries (ATENÇÃO CONTÉM SPOILERS DAS REVISTAS):

Mônica:
criança: Nervosinha e forte, a personagem principal é mandona e costuma usar sua força para intimidar os meninos a fazer o que ela quer, mas tem um bom coração e sempre tenta ajudar a quem precisa.
adolescente: Ainda forte, um pouco mais calma e, aparentemente, não tão mandona. Mônica amadureceu mais. Continua apegada ao Sansão, mas não o usa mais para bater em seus amigos.

Cebolinha/Cebola:
criança: Meio convencido, esperto e quer o título de dono da rua a qualquer custo. Ele é líder dos meninos quando a Mônica não está por perto (ou quando eles querem aprontar com ela).
adolescente: Mais maduro também, agora não gosta que o chamem de Cebolinha, prefere só Cebola. Está tratando sua dislalia (trocar r por l), mas ainda fala errado (digo “elado”) quando fica nervoso, incluindo aí quando está perto de meninas.

Cascão:
criança: O esportista do grupo, sempre fiel ao seu amigo Cebolinha e famoso pelo seu medo de água (algumas das melhores histórias, para mim, era a turma tentando dar um banho no cascão).
adolescente: Ainda esportista, agora bem descolado é o “bro” da galera. Agora ele toma banho, mas só para agradar Cascuda. Junto com a Mônica é o que mais lembra sua versão infantil.

Magali:
criança: Meiga e comilona, é o melhor resumo para Magali. Adora bichos (para infelicidade de seu pai), é a mlehor amiga da Mônica.
adolescente: Geração saúde, ainda come muito, mas agora ela tenta se controlar, afinal não quer engordar. Ainda adora bichos, e Minguau continua lá ao seu lado.

Nas HQs infantis, a turminha, normalmente, se mete em confusões simples e causadas por eles mesmos, as vezes vemos uns ets ou o famigerado Capitão Feio em ação, mas são excessões. O fato é que as histórias cairam muito em repetição e desde a saída da Turma da Abril (na verdade a melhor fase era quando a ed. Globo lançava as revistas) houve um queda na venda e publicidade, mas ainda os consideramos como ícones de um época. Afinal é a única HQ brasileira que perdurou por tanto tempo. Mas de qualquer forma uma mudança era necessária, depois de diversos novos personagens, Mauríciu teve uma idéia no mínimo inusitada.

Abrindo um parêntesis aqui, sabemos que hoje a moda é Mangá, as HQs japonesas dominam o público infanto-juvenil, concorrendo com as, antes imbatíveis, HQs americanas (Super-homem, homem-aranha e etc.). Voltanto para Maurício, ele resolveu fazer um teste e atualizar a turminha, mas porque não estilizar e encaixar Mônica e cia na moda? Então ele “manganizou” os personagens. Isso mesmo a turma da Mônica Jovem agora em estilo mangá, em termos de roteiro, ao menos.

O traço ainda é estilo Maurício, mas com uma queda grande ao estilo japonês, o roteiro no entanto mudou totalmente. Nada de planos infalíveis, entra em cena histórias ancestrais e imperatriz do mal. Chocado denovo? Calma, o teor ainda é comédia. Como só li a nº 1 não dá para saber como tudo vai terminar, mas a história parece ser simples (até meio fraquinha) e a inovação foi muito drástica.

Minha opinião pessoal é, por incrível que pareça, tem potencial. Sim eu creio nisso. Maurício é novo no ramo, e creio que não viver imerso na cultura dos mangás. Logo é de se esperar um história razoável, e o público-alvo ainda é infanto-juvenil. No entanto eu vejo a mudança como uma faca de dois gumes. Pode ser uma catástrofe ou pode dar muito certo, depende muito da cabeça dos novos e velhos leitores.

O fato é que alguma mudança realmente era necessária e eu sou da opinião que os personagens têm que crescer, porque depois de um tempo cansa vermos nossos heróis com a mesma cara, enquanto a nós mudamos (como um leitor assíduo de HQs americanas, não falo isso sem base), então vou conferir para ver como essa nova “Turma da Mônica Jovem” vai se sair, e espero que acabe saindo algo bom.

Para saber mais só comprando e lendo mesmo e eu aconselho a comprar e ler e tomar sua própria conclusão, mas se você odeia mangá, é melhor deixar para lá ou ler preparado para as mudanças.

Written by Silvano

07/09/2008 às 7:59 pm

Publicado em Literatura, Quadrinhos

Tagged with , ,

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Eu tenho medo da Turma da Mônica Jovem, acabaram com a minha infância ><

    Isabel

    08/09/2008 at 12:28 pm


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: